quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Deixa Comigo

Aprendi de pequeno a ter medo desta frase, mas agora estou desenvolvendo uma síndrome de pânico dela.
Já criei um nome para a mais nova doença que os tempos modernos trouxeram, Sipadec ou Síndrome de pânico do deixa comigo.
Já consigo imaginar filas gigantescas de altos executivos nos mais caros consultórios da cidade com pessoas sedentas por auxilio psicológico e uma medicação “fraquinha” só para minimizar a ansiedade pela cura.
Tá bom posso estar exagerando um pouco, mas inaugurar um empreendimento com cem funcionários ou profissionais como a gerencia de RH quer que o chamemos não é tarefa das mais tranqüilas, ainda mas se este empreendimento for em local que não tenha mão de obra especializada.
Não tenho o direito de pedir um concasse de tomates sem que todo mundo na cozinha me olhe como se eu fosse o demônio em pessoa.
Mas poderia ser pior, poderia não ter ninguém na cozinha.
Tinha uma moça que descobri ter boa mão para doces, mas usei a inflexão certa tinha.
Ela entrou em depressão, pois o chefe dela é muito exigente e o coitado que no caso sou eu só queria um ganache.
Bom são ossos do oficio acho que se fosse fácil eu não ganharia o mesmo salário, logo é melhor ficar como está.
Desculpem-me a ausência, prometo voltar a postar com freqüência depois do Réveillon.
Posto fotos do Café da manha.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

É terminantemente proibido copiar os artigos deste blog. Leia a nossa licença.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do código penal. Conheça a Lei 9610
.